Advento e Natal Montessori

Natal e religião para Montessori

Montessori teve uma educação católica-cristã, como de costume na Itália da sua época.

Mas a pesquisadora mostrava no seu trabalho o mais absoluto anseio pelo respeito ao ser humano como fonte principal de valor.

Na sua obra pode-se observar que a pedagoga com o decorrer dos anos deu mais ênfase ao crescimento interior, à espiritualidade.

Montessori explica o que é religião para ela e para seu conceito pedagógico:

“Temos que lembrar que a religião é uma sensação universal que existe em todo ser humano e que existe desde o início do mundo. Não é algo que devemos dar ao filho , religião é algo que está dentro de cada alma ”.

Maria Montessori

A pessoa pode expressar sua espiritualidade também através de uma religião, mas a espiritualidade é algo muito mais pessoal e profundo em cada um de nós. É o nosso ser no mais íntimo. É o que levamos dentro de nós em conexão com o universo muito antes de uma religião propriamente dita.Somos um ser espiritual mas podemos escolher, trocar, deixar uma religião.

“É algo muito maior e completamente diferente…. mas a conexão entre espiritualidade e vida.”

Maria Montessori

Montessori nos seus últimos anos frisava claramente a importância da consciência da espiritualidade para a criança como base do seu desenvolvimento e equilíbrio psíquico. A consciência do seu ser e sua relação com o universo –deu nome ao ensino cósmico.

Dentro deste contexto, o Advento é uma fase do ano que pode ser comemorada com todas as crianças, independentemente da sua religião. Pois no advento tem-se um tempo o qual olha-se para dentro de si, percebe-se o outro e o que está à sua volta. Tempo do silêncio perceptivo e acolhedor.

Tempo de socializar-se no mais amplo sentido do termo. Tempo para ajudar e acalentar a alma. Tempo para si, para a família e para o próximo através de pequenos e grandes gestos.

O Natal não significa comprar presentes, mas olhar para si e para o outro. Perceber-se e perceber o outro. Refletir e agir em pró do outro. Pois ajudando o outro, ajuda-se não só o outro, mas a si mesmo.

Presentear com algo pode ser um gesto bonito e prazeroso, mas não um objetivo de obrigação natalina. Presentear o tempo e o esforço de algo feito com as próprias mãos, pode ter muito mais valor do que um objeto comprado às pressas em meio a correria de ruas abarrotadas de gente que não tem mais noção o por que está comprando. Estes valores devem ser despertados na criança através de exemplos próprios.

Doar o tempo, a atenção, a sua paciência, o seu carinho representado através de pequenos gestos e coisas, significa e simboliza à sua criança à longo prazo muito mais do um presente comprado.

Uma árvore de natal criativa e adornos feitos em família, com elementos naturais e as com próprias mãos, podem gerar um sentimento de pertencimento familiar, de cuidado com o próximo e com o meio, maior do que uma árvore de natal comprada cara e exposta na sala em 5 minutos.

Advento é um tempo de uma preparação para uma data a qual reservamos para a união. União com a família, com amigos, com o próximo, com o universo!

Fonte: das citações montessorianas do livro “Montessori, Maria: Die Macht der Schwachen, Freiburg/Br. 1989 S. 130”

Simone Clemens pedagoga Montessori internacional, Pedagoga de Talentos e Especialista em Coaching de Superdotação e Supersensibilidade pelo Conselho Europeu de Altas Habilidades da Universidade de Münster – Alemanha e fundadora da EducarSi.

Nós usamos Cookies para garantir que você tenha uma ótima experiência no nosso site. Caso você continuar usando este site, nós partimos do princípio que você está de acordo com isso.  Saiba mais